PORTAL DA TRANSPARÊNCIA  |     |  

Governo avança nas políticas ambientais

02/01/2018

O ano de 2017 chegou ao fim. O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA), avançou, também, nas políticas ambientais do Estado.

Um dos destaques foi o Programa Maranhão Verde, que foi instituído por Lei Estadual, sendo destinado a fomentar e desenvolver projetos voltados para o Apoio à Conservação e Recuperação Ambiental. Já foram iniciados, inclusive, dois projetos no âmbito do programa: o ‘Berço do Rio Itapecuru’, dentro do Parque Estadual do Mirador, e o ‘Floresta Protetora dos Mananciais’, no Parque Estadual do Bacanga.

"Contamos com ações de educação ambiental, capacitação da população local, produção de mudas de espécies nativas, preservação, restauração, recomposição e recuperação de áreas e monitoramento e avaliação ambiental, sendo a ação de extrema importância para o Estado do Maranhão", explica o Secretário de Estado de Meio Ambiente, Marcelo Coelho. 

Outra ação de extrema importância é a construção de parques ambientais, aliando lazer e preservação ambiental. “São áreas com características naturais espetaculares ou únicas, que são de grande importância ao país e que preservam o meio ambiente. Além disso, essas áreas também servem como locais de pesquisas científicas, de educação ambiental e como um lugar de lazer. E é muito importante esses espaços, porque contribuem para a melhoria da qualidade de vida da população”, destaca Marcelo Coelho.

Já construído e entregue à população o Complexo Ambiental da APA do Itapiracó. Em construção o Complexo Ambiental do Parque Estadual do Sítio do Rangedor; Parque Ambiental de Codó; Parque Centenário de Balsas; Parque Ambiental de Bacabeira.

Além dessas cidades, A SEMA já está em fase de planejamento e conversação com o prefeito de Timon e outros municípios. “Com certeza os parques, as unidades de conservação, serão melhor cuidadas. As pessoas quando conhecem e percebem que o Estado cuida, também despertam para cuidar e é isso que queremos”, afirma Coelho.

Todos os parques serão construídos de forma a garantir a preservação ambiental da vegetação nativa e ecossistema natural, possibilitando também a realização de pesquisas científicas, desenvolvimento de educação e interpretação ambiental de recreação e contato com a natureza e turismo ecológico.

“Devemos incentivar a interação da população com a natureza para que desenvolvam o sentimento de proteção e cuidado pelo meio ambiente, além de favorecer o lazer e a prática de esportes para uma melhor qualidade de vida da população”, realça o gestor.

Não poderíamos deixar de citar aqui, também, o Plano Estadual de Educação Ambiental, que já foi finalizado e aguarda para ser transformado em Lei. Uma ferramenta importante na construção de um Maranhão Sustentável. “O Plano Estadual de Educação Ambiental foi consolidado e discutido democraticamente para garantir políticas públicas e ações integradas entre sociedade e poder público. O Plano contribui para que as ações de Educação Ambiental sejam articuladas e contínuas, com gestão coordenada, respeitando-se as especificidades de cada região do Estado”, assegura Coelho.

O governo avançou, também, na gestão de recursos hídricos, com a criação do Plano Estadual de Recursos Hídricos, que está em fase de elaboração. O Plano delineará estratégias de curto (cinco anos), médio (dez anos) e longo prazo (vinte anos) para assegurar os usos múltiplos das águas, conservação, proteção e recuperação das bacias hidrográficas estaduais.

Estamos investindo, também, na capacitação dos nossos técnicos e municípios, para que possamos juntos atender as demandas ambientais do Maranhão.
 
Balneabilidade das praias
Após mais de uma década convivendo frequentemente com situação lamentável de poluição das praias, a população de São Luís voltou a ter, em meados do ano de 2016, especificamente no mês de julho, de acordo com laudos divulgados pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA), locais próprios para o banho de mar, chegando a atingir 100% durante todo o mês de outubro. De lá pra cá os índices de poluição só vêm diminuindo. A conquista é fruto dos investimentos do Governo em Saneamento ao longo dos dois últimos anos. Além disso, há a política constante de fiscalização de lançamento de esgotos irregulares nos rios e na orla de toda a capital, visando à manutenção da balneabilidade das praias.
           
A Sema monitora 21 pontos, distribuídos nas praias da Ponta d’Areia, São Marcos, Calhau, Olho d’Água, Praia do Meio e Araçagi. 

Essas e muitas outras ações podem ser encontradas no site da SEMA: www.sema.ma.gov.br.  

Contatos

contatos

Fones:
Sema (GERAL): (98) 3194-8900
Ouvidoria: (98) 3194-8910
Fax: (98) 3194-8911
 
Endereço Sede:
Av. dos Holandeses, n° 04, Quadra 06, Edifício Manhattan, Calhau
São Luís - Maranhão CEP: 65071-380
 
Endereço Anexo:
Rua dos Búzios, Quadra 35, Lote 18, Calhau
São Luís - Maranhão CEP: 65071-700